Cuba

Antropologia cultural e social

A área Antropologia Cultural e Social investiga as dinâmicas socioculturais relacionadas à América Latina em comunidades locais, nacionais e globais. Seu foco principal está voltado para os processos de construção de identidades e diferenças assim como para a circulação global e a apropriação local de ideias, práticas e instituições. A perspectiva metodológica múltipla adotada, a qual se serve de métodos da etno-história, da sociolinguística e de investigações de campo, objetiva a superação de abordagens eurocêntricas de sorte a apreender os fenômenos estudados em sua dimensão transregional e a partir de suas reconfigurações em diferentes épocas.

Os campos temáticos centrais são a antropologia da religião e dos processos migratórios, entrelaçamentos transatlânticos, sociolinguística e antropologia urbana e visual. Colaboram para pesquisa conjunta desses temas numerosos doutorandos, pós-doutorandos e pesquisadores visitantes. O ensino e a pesquisa nessas áreas se beneficiam da tradição e da concentração de instituições dedicadas à antropologia em Berlim, como o Museu Etnológico.

Na área de ensino, a disciplina contribui para o mestrado em Estudos Interdisciplinares Latino-Americanos do LAI, para os cursos de graduação e mestrado em antropologia social e cultural oferecidos em conjunto com o Instituto de Etnologia e o Seminário sobre Musicologia Comparada, bem como para o mestrado em “Visual and Media
Anthropology” vinculado à Faculdade de Ciências Sociais e Política.