Peru: Relief, Fundplatz Sechin Bajo

Processos transculturais e transnacionais na fronteira México/USA

Projeto de excursão à fronteira México - Estados Unidos

 

Instituição:

                  Instituto de Estudos Latino-Americanos

                  Colégio de la frontera Del Norte (COLEF)

                  Universidade Autônoma de México (UNAM)

                  University of Califórnia San Diego

Coordenação:

                      Prof. Dr. Anja Bandau

                      Dr. Stephanie Schütze

                      Irene Gaston Sierra

                      Susanne Thiemann

Financiamento:

                        Instituto de Estudos Latino-Americanos, Serviço Alemão de Intercâmbio                   (DAAD)

                        O desenvolvimento do protótipo para a preparação dos estudantes foi financiada pelo CeDis.

                        A excursão para México D.F., Tijuana e San Diego foi subvencionada pelo DAAD.

 

Disciplina: Ciências Políticas e Estudos de Língua, Literatura e Cultura no Brasil e América hispânica.

 

Descrição

Em ambos os  lados da fronteira de 3.152 km entre o México e os Estados Unidos (borderlands),  delineia-se uma região que representa, não apenas, a maior linha divisória entre duas nações que existe atualmente, mas também um dos espaços mais produtivos aos debates culturais e literários sobre o fenômeno das fronteiras.  A atividade com a região de fronteira abre não apenas um rico terreno para a investigação, mas representa também um paradigma do entendimento da fase contemporânea de aceleração da globalização, segundo a compreensão dos fenômenos transnacionais e dos processos sociais. A “experiência fronteiriça” adquirida por meio da excursão, possibilita posteriormente aos estudantes não só uma forma de acesso às produções culturais e manifestações sociais, mas também ao questionamento de discussão teórica na área das Ciências Culturais e Sociais. Isto delimita e demarca as fronteiras nos mais distintos níveis (gênero, classe, raça, etc).

A excursão à Cidade do México e à fronteira norte do México com os Estados Unidos, realizada entre 22 de fevereiro e 8 de março de 2006, foi parte de um projeto científico regional e interdisciplinar em cooperação com o Instituto de Letras Hispânicas da Universidade de Potsdam.

Nos três lugares de estadia da excursão (Cidade do México, Tijuana, San Diego), os participantes, reunidos com estudantes e pesquisadores das instituições que fazem parte da cooperação, apresentam e discutem, em conjunto, seus projetos de pesquisa em diversos eventos (workshops, conferências, mesas-redondas) Após duas semanas de programa coletivo, cada estudante passa por uma estadia individual a fim de realizar a pesquisa para seu próprio projeto de investigação.