Mexico, Guanajuato

Entre espaços: entrelaçamentos transregionais

Olhar para os entrelaçamentos regionais vistos pela perspectiva de seus diferentes atores abre novos caminhos de análise da região da América Latina tanto em sua perspectiva histórica, como na atual integração ao contexto global. Nesse sentido, são aqui estudados simultaneamente de um lado as interconexões, interações e relações de dominação originadas dos nexos entre as Américas, assim como entre as Américas e Europa e regiões não-européias, e de outro os desdobramentos dos processos de globalização em suas dimensões local, regional e nacional. No escopo desta análise especial atenção é dedicada aos em si mesmos absolutamente contraditórios processos de espacialização efetivados na sociedade, cultura, economia e política. Relativamente aos debates atuais nas discussões sobre América Latina, uma abordagem transnacional e transregional deve ser entendida como ampliação e abertura de uma nova perspectiva. Perspectiva essa que é beneficiada por discussões historicamente embasadas sobre os processos de entrelaçamentos entre lugares e regiões que dá margem a espaços culturais, econômicos e sociopolíticos que se desenvolveram e se desenvolvem ainda aquém, além e no interior das fronteiras nacionais, como a aqui exposta visada da América Latina constituída como um contexto de entrelaçamentos transnacionais e transregionais explicita. Esse abordagem é inovadora porque, com base em questionamentos de natureza interdisciplinar, examina através da perspectiva dos atores tanto as relação entre espaço e movimento, assim como as representações dos novos “entre espaços” daí originados.