Mexico, Guanajuato

Idade, ciclos de vida e relações entre gerações na América Antiga

A  idade como categoria de diferenciação social tem sido muito pouco tematisada, embora na atividade arqueológica e iconográfica sobre as culturas da América antiga o estabelecimento das pesquisas de gênero tenha crescido de importância nos últimos anos.  A idade é uma construção social incluída num contexto cultural específico. Por essa razão, este projeto pesquisa investiga a idade e as relações entre gerações a partir da comparação cultural, utilizando sobretudo o exemplo das sociedades estatalmente organizadas na América Antiga. As diferenças de idade, que podem ser sobrepostas a outras formas de diferenciação social, tais  como gênero, etnicidade, classe e posição social são de fundamental importância para qualquer forma de sociedade. Todavia, como homens e mulheres  interpretam, respectivamente, as distintas fases dos ciclos de vida? Que papéis sociais são aos distintos grupos sociais? O que significa idade relativa segundo a perspectiva do status social?  Como são formadas as relações entre as gerações distintas no contexto familiar? Além disso, será investigado como idade e gênero atuam como fatores estruturais nos sistemas de desigualdade social. Para tratar dessas questões, diversos tipos de fontes tais como imagens, textos e descobertas provenientes de escavações arqueológicas serão investigadas e discutidas de forma comparativa. O espectro temático abrange desde análises iconográficas de distintos grupos sociais na representação de imagem, passando  pela observação do simbolismo funerário de enterros, até as normas e formas de educação e as questões de legitimação de autoridade, herança e transmissão de status.

 

 

Instituição:

Instituto de Estudos Latino Americanos